Home - Transformação digital - Personificação e identificação: Brand Personas para marcas e seus públicos
Voltar para os posts

Personificação e identificação: Brand Personas para marcas e seus públicos

Personificar valores ou criar identificação? Esse dilema da comunicação de marcas pode ser abordado com uma única solução: brand personas.

Rodrigo Goldacker
Personificação e identificação: Brand Personas para marcas e seus públicos

Marcas investem em Brand Personas como estratégia para reunir identificação com seus públicos e personificação de seus valores.

Quando decidem se posicionar e construir uma estratégia de comunicação, empresas precisam lidar com um desafio bastante complexo: como conciliar as necessidades da marca, o que é necessário expressar vinculado aos valores da empresa, e ao mesmo tempo atender às expectativas do público, construindo uma imagem que converse com seus interesses?

Ou, colocando em termos mais simples: o quanto o posicionamento de uma marca precisa ser definido de acordo com as necessidades da empresa, e o quanto precisa ser pensado em relação às necessidades do público?

Por sorte, existe um caminho para atender de uma vez só ambas estas demandas: a utilização de Brand Personas que sejam capazes de, em uma tacada só, simbolizar a marca e ainda assim encontrar uma maneira mais direta e humana de conversar com pessoas.

Mas como?

1. A representação dos valores da empresa

Melhor do que qualquer garoto propaganda ou celebridade, uma Brand Persona pode representar uma marca como ela deseja ser vista, já que é construída do zero com exatamente esta intenção. 

A imagem de uma Brand Persona está sempre sob controle total da empresa e pode ser desenvolvida para representar os valores que a marca precisa expressar. Esta possibilidade de ser literalmente uma “encarnação” da empresa é um dos principais benefícios de trabalhar com Brand Personas: tudo a respeito delas pode ser estabelecido e evoluir de acordo com a estratégia de comunicação.

Isso vai desde os aspectos visuais sobre como será a Brand Persona (uma pessoa? um animal? homem, ou mulher? criança, ou adulto?), até aspectos mais narrativos e comunicacionais, como o jeito que ela vai escolher se comunicar (se a Brand Persona vai ou não usar gírias, por exemplo) e sua história de vida e personalidade: qual é seu emprego, de onde ela veio, quais seus interesses, se é mais brincalhona ou leva os assuntos mais a sério….

Tudo isso pode ser construído de infinitas maneiras, pensando em só duas coisas: a criatividade e as necessidades da marca. Uma Brand Persona pode ser alguém  “sob medida”, perfeita para a marca. Afinal, ela nasce e existe para ser a melhor pessoa possível na hora de representar sua “empresa mãe”.

2. A identificação com os públicos da marca

Ao mesmo tempo, uma Brand Persona também pode ser um espelho dos públicos-alvo de uma empresa. Se o público é jovem, gosta de videogames e fala com gírias de Internet, a Brand Persona pode ser também tudo isso e conversar com pessoas de igual para igual.

Aqui, existem quatro elementos interessantes de como uma Brand Persona pode construir esse vínculo mais íntimo com as pessoas: 

Primeiro, temos a questão da linguagem. Uma Brand Persona pode ser pensada para conversar sem parecer forçada. Ela pode explorar gírias, expressões e assuntos que o público também explora e se tornar parte natural do mundo das pessoas.

Aliado a isso, temos o storytelling que a Brand Persona pode construir. Se o público está estressado com viagens internacionais, por exemplo, a Brand Persona pode passar pela mesma experiência, contando como foram seus problemas e quais foram as soluções que encontrou. A vida de uma Brand Persona pode refletir as experiências reais da vida das pessoas com quem está conversando.

Então, existe a questão da constância. Em ambientes digitais, o público pode acompanhar o dia a dia de sua Brand Persona, vendo seus conteúdos constantemente, o que serve não só para aumentar a imersão em sua marca, mas também para criar vínculos e uma maior familiaridade.

Finalmente, existe a interação. Uma Brand Persona que interaja humanamente, como uma pessoa de verdade faria, motiva as pessoas a darem sugestões, fazerem críticas, responderem enquetes, compartilharem, deixarem comentários do mais diverso e realmente se engajarem em conversas.

3. E no futuro?

A consistência de imagem de uma Brand Persona também traz oportunidades de explorá-la em vários espaços. Se o público já conhece e simpatiza com a personalidade de uma Brand Persona por acompanhar suas redes sociais, é mais provável que reaja positivamente a encontrar com ela “presencialmente” em ações como banners em lojas, por exemplo.

Além disso, uma Brand Persona pode sempre explorar novos formatos com muita facilidade. Uma nova rede social surgiu? A Brand Persona pode criar seu perfil lá e começar a testar novos jeitos de interagir com o público na nova plataforma. O mesmo vale para novas tecnologias. De videogames a espaços imersivos no metaverso, são ilimitadas as possibilidades de novos horizontes e ambientes em que pessoas poderão interagir com Brand Personas.

Quer saber mais sobre brand personas e investir na construção de uma para sua marca também? Então vale conhecer o combo Brand Persona PYXYS + Ilustraria 3D, pacote completo, único do estilo no Brasil, que entrega desde a personagem 3D, até a comunicação humanizada.